MENU

segunda-feira, 4 de julho de 2011

A REGÊNCIA DAS FUNÇÕES

with 0 comentários
A REGÊNCIA DAS FUNÇÕES

Cada um ocupa uma, duas ou mais funções na sociedade. Dessa forma, você precisa descobrir a função mais nobre que lhe seja relevante. Enquanto o cidadão cumpre o seu papel no mundo, a Terra continuará girando suas vinte quatro horas. Todos têm as mesmas horas, aparentemente sim. Reflitamos o aproveitamento que cada um oferece do que foi recebimento, a semelhança da Parábola dos dez talentos, cuja narrativa expressa pelo Senhor Jesus. Nos talentos você recebe uns mais ou menos. Em se tratando de Times, para o alemão “chronologischen Zeit“, como se aproveita de fato o“cronos“. Sabe-se a luta por tempo requerido, simplesmente, porque acomodamos com a qualidade de tudo está bem. Paulo, apóstolo, chega a dizer firme aos irmãos“Remindo o tempo porque os dias são maus“. Veja, estamos caminhando para o futuro que iremos enfrentar. Nascemos, crescemos, estudamos, alimentamos, casamos, geramos filhos, trabalhos, quantas ações. Por outro prisma, disperdiça-se o tempo com os monstros ocultos da futilidade. Eles ofucam a mente dos amigos, o tempo vai caminhando, e as pessoas deixaram de preparar para o futuro presente. Mas devemos estar ciente que no juízo teremos prestar contas dos segundos, dos minutos e das horas. Fica o momento, espero não estar tomando o seu tempo para desperta-lo. Pode ser que também esteja precisando do tempo para ser mais útil. No entanto, o aproveitamento desse tempo não é descoberto por todos aqueles que precisariam saber. Tanto o bilionário (que pouco trabalha) ou que muito trabalhou, foi lhe dado a oportunidade de ter, tanto aquele cidadão simples sem aparente condições financeiras. Mas quero dizer aos amigos e milhares de irmãos na fé, que poderia ser mais bem aproveitado o tempo. Deus criou o homem igual, todos bebem água, come arroz, come salada, come carne. O que diferencia um do outro, se temos a mesma natureza. Você já ouviu a frase: “O tempo sara tudo”. Embora tenhamos que pensar diferente desse pensamento. No trato de que quando você recebe o mal, procura não nutri-lo. Por exemplo, a vingança, quanto você alimenta, ela produz muito mais mal, quando você entrega a vingança ao Senhor, pois, Ele sim retribui a cada um o fruto produzido seja o bem ou seja o mal. O tempo requer que você produza o seu trabalho, plante, semeie, construa suas relações amizades com o ambiente e com o mundo das pessoas. Então, não podemos aceitar “fabelas” que acorrentam a alma ao escravismo de “inutilidade”. Na parábola dos talentos os servos recebem pelos menos um, requer que você tem a possibilidade de multiplicar, veja bem, pelo menos um você foi dotado. Portanto, seja o melhor naquilo que Deus o contemplou. Ele o criou para realizar grandes projetos de transformação social. Você possui inteligência, entendimento, raciocínio. Que riquezas materiais podem comprar isso, nenhuma. Portanto, o tempo está voando. Quando você for capaz de se libertar de si mesmo. Dos pensamentos que o arrastam para baixo. Observe que a vida, existem pequenos pesos que estão ao nosso redor. Não digo das relações que você possui com pessoas próximas. Elas devem ser amadas e conservadas. Mas o vínculo invisível de que não és capaz. Não acredite nisso. O Senhor dotou de capacidade, tanto quanto do inventor da lâmpada, que se põe a inventar, quanto do banqueiro repleto de usuras, uma inteligência. Enfim, dileto, amigo, espero que ao escrever este texto, eu tenha sido útil para sua vida. Pense nisso. Um grande abraço. [Élcio Cunha)

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!