TORRADAS QUEIMADAS!

TORRADAS QUEIMADAS!


Quando eu ainda era um menino, ocasionalmente, minha mãe gostava de
fazer um lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar. E eu me lembro
especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desses, depois de
um dia de trabalho, muito duro.

Naquela noite longínqua, minha mãe pôs um prato de ovos, linguiça e
torradas bastante queimadas, defronte ao meu pai. Eu me lembro de ter
esperado um pouco, para ver se alguém notava o fato. Tudo o que meu
pai fez, foi pegar a sua torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar
como tinha sido o meu dia, na escola.

Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de ter olhado para ele
lambuzando a torrada com manteiga e geléia e engolindo cada bocado.

Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando
por haver queimado a torrada. E eu nunca esquecerei o que ele disse:

"- Amor, eu adoro torrada queimada..."

Mais tarde, naquela noite, quando fui dar um beijo de boa noite em meu
pai, eu lhe perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada
queimada. Ele me envolveu em seus braços e me disse:

"- Meu filho, sua mãe teve um dia de trabalho muito pesado e estava
realmente cansada... Além disso, uma torrada queimada não faz mal a
ninguém. A vida é cheia de imperfeições e as pessoas não são
perfeitas. E eu também não sou o melhor marido, empregado, ou
cozinheiro!"

O que tenho aprendido através dos anos é que saber aceitar as falhas
alheias, escolhendo relevar as diferenças entre uns e outros, é uma
das chaves mais importantes para criar relacionamentos saudáveis e
duradouros.

Essa é a minha oração para você, hoje. Que possa aprender a levar o
bem ou o mal colocando-as aos pés do Espírito Santo. Porque afinal,
ele é o único que poderá lhe dar uma relação na qual uma torrada
queimada não seja um evento destruidor."

De fato, poderíamos estender esta lição para qualquer tipo de
relacionamento: entre marido e mulher, pais e filhos, irmãos, colegas
e com amigos.

Não ponha a chave de sua felicidade no bolso de outra pessoa, mas no
seu próprio. Veja pelos olhos de Deus e sinta pelo coração dele; você
apreciará o calor de cada alma, incluindo a sua.

As pessoas sempre se esquecerão do que você lhes fez, ou do que lhes
disse. Mas nunca esquecerão o modo pelo qual você as fez se sentir.


"Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão... Que o
amor existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a
vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a
pena!!!"  (Autor desconhecido)

14

Sindrome da mulher capacho

SÍNDROME DA MULHER CAPACHO

Capacho é um tapete usado na frente da porta com a finalidade
de limpar os pés. Na psicologia o termo é usado para mulheres que
possuem uma grave dependência emocional. Elas não possuem poder
interior, vontade própria, não sabem expressar o que querem, não
verbalizam o que sentem, se contentam com "raspas e restos", concordam
com tudo o que as pessoas falam, são facilmente influenciáveis, com
enorme desejo de aprovação e reconhecimento exterior, sem
auto-confiança, o que faz com que elas se preocupem demasiadamente em
agradar os outros, esquecendo as suas necessidades.
Não possuem projetos individuais, e são experts em salvar os
outros. Elas se forçam a ficar numa relação amorosa que só faz mal,
deixando-se dominar pelo outro. Não gostam de ouvir a verdade, e
embora todas as pessoas do seu círculo social as aconselhem a mudar de
parceiro (falam que a pessoa que está ao seu lado não serve para ela),
a mesma não dá ouvidos, e não consegue ver que está com o homem
errado.
Na sua escolha afetiva projetam a sua impotência interior, na
figura de homens prepotentes, violentos, indisponíveis afetivamente,
fascinados por poder, ou quimicamente dependentes de substâncias
químicas. Geralmente, são pessoas que não conseguem se entregar ao
amor, e, essas mulheres fazem de tudo para extrair migalhas de atenção
e afeto, esperando sugar "leite de pedra". Elas doam muito carinho, na
expectativa de controlar a agressividade do parceiro, mas não obtém
resultado satisfatório. Pisam em seus sentimentos para manter um homem
ao seu lado, resultado: abrem caminho para serem pisadas pelos
"amados". Ignoram o sinal vermelho que tem dentro de si, que sinaliza
que estão dando mais do que recebendo. Além disso, nunca discordam
deles com medo de serem rejeitadas.
A síndrome de dependência emocional existente nessas mulheres,
é caracterizada pelo mecanismo de defesa psicológico chamado NEGAÇÃO,
que é um entorpecimento emocional. O mesmo contribui para a
perpetuação de relacionamentos disfuncionais, ou seja, a mulher
capacho justifica o comportamento inadequado do cônjuge, minimizando a
sua atitude. Por exemplo: "foi só um tapinha, mas a culpa foi minha
que saí com uma roupa decotada". Essa atitude é uma forma de encobrir
a realidade, uma mentira. Ela quer "tapar o sol com a peneira", negar
a verdade, e viver de ilusões.
A mulher capacho desenvolve os seguintes comportamentos: Cabeça
sempre baixa, por se deixar ser pisada, inquietação muito grande
(devido ao fato de ter sempre a sensação de estar em perigo, e que
algo terrível vai acontecer, pois o homem com quem convive a qualquer
hora pode perder a cabeça, explodir, ou destruir qualquer coisa que
tenha por perto, inclusive, ela mesma). Pode apresentar também
ferimentos no corpo, braço quebrado, manchas na pele devido às
pancadas que vive levando. Os seus ombros são sempre arriados, pois
carregar nas costas um homem que só lhe trás aborrecimentos, é
mulherengo, vagabundo e preguiçoso, só pode lhe causar dor na coluna,
e muita dor de cabeça.
Ela sempre anda na ponta dos pés, como se estivesse pisando em
ovos, com medo de que o seu pequeno barulho possa perturbá-lo, e para
que ele não perca a cabeça, ela faz de tudo para não incomodar o seu
"Senhor".
Seus Joelhos são calejados de tanto se curvar, de tanto
rastejar, de tanto se humilhar, e de tanto fazer orações para que Deus
o mude, enquanto ela se submete as piores privações para que ele fique
numa boa.
Quando é que a mulher capacho vai cair na real? A boa notícia é
que isso é um comportamento aprendido, e que pode ser modificado,
quando ela entrar para a universidade de ter os pés no chão. O
primeiro passo é conscientizar-se dos seus comportamentos
desequilibrados, das coisas que faz por amor ao outro, e que na
verdade são um desrespeito e desamor por si mesma. Ela precisa fechar
a sua "casa de recuperação", o seu pronto socorro existencial, já que
só procura salvar o outro, e escrever na porta de sua nova moradia:
"A Dependente afetiva não mora mais aqui, agora quem mora é a
defensora de si mesma".
Essa mulher precisa aprender que o amor deve trazer alegria à
vida, e não tirar a vontade de viver. Outro ponto é aprender a
valorizar-se. Como ela não se dar valor, faz concessões em demasia, e
assim perde o seu valor.
Mas, melhorar sempre é possível. Portanto, é importante
confrontar o medo que essas mulheres sentem da solidão. A maioria
delas pensa: "O que vai ser de mim sozinha no mundo?". Ou seja: Quem
vai ser o meu escudo? Por trás da mulher capacho existe uma mulher em
pânico, diante de um mundo que ela se julga incapaz de enfrentar, pois
se sente insuficiente. Só depois que perde o homem que está ao seu
lado fisicamente, pois afetivamente não pode contar com ele pra nada,
é que ela desliga o seu sistema emocional de alarme, e observa que
continua viva, tem poder pessoal, passando a ter cumplicidade consigo
mesma. O desafio é: aprender a ser sua melhor amiga, se descobrir,
apoiar-se, reconstruir tijolinho por tijolinho a si mesma; não deixar
de existir em função do outro, parar de se sacrificar, e dar um novo
significado à sua vida.
A ex-mulher capacho já não faz qualquer coisa para manter um
relacionamento, que, no fundo, só faz mal, e pelo qual acaba pagando
um preço alto: o de pisar em seus próprios sentimentos, e permitir que
o outro faça o mesmo. Ela não se anula mais, nem vive de esmolas
afetivas, decide encarar a realidade de que esse amor não funciona,
não completa, tira a alegria de viver, e não quer mais "rimar amor com
dor"...

Hoje em dia existe também o "Homem Capacho", as mesmas caracteristicas
acima só que inverso, muitas mulheres acobertadas pelas leis que a
protegem mais do que os homens, agem com agressividade e humilhando os
homens que convivem com elas.
_____________________________________________________________________
TEXTO ADAPTADO DO LIVRO ABAIXO A MULHER CAPACHO DE SÔNIA ABRÃO,
UTILIZADO EM TRABALHO TERAPÊUTICO PELA PSICÓLOGA SUÊNIA MEDEIROS.

4

Como vencer o desânimo

Que tal viver em um lugar onde não se ouçam palavras de desânimo?

Digamos que este é um desejo que tenho na vida. Eu gostaria de viver
em um lugar onde não se ouvissem palavras de desânimo; onde as
palavras de desânimo tivessem sido eliminadas.

Será que você pode me ajudar a encontrar esse lugar? Note bem: um
lugar onde palavras de desânimo tenham sido eliminadas.

Nasci e vivi minha infância no campo em uma fazenda distante da
cidade. Morávamos em uma casa isolada, vizinhança distante. Nós não
tinhámos rádio, não tínhamos televisão, nem tampouco líamos jornais ou
revistas, nem tínhamos acesso a Internet (e nem poderia: estamos
falando dos anos 50 e 60).

Já viajei pela Amazônia e pelo Pantanal Matrogrossense onde podia
ficar horas e horas a fio respirando ar puro e deslizando sobre águas
num barco ou apreciando o espetáculo de jacarés ao sol, de lontras
brincando, de cardumes de peixes, da sinfonia produzida por passáros
multicoloridos e tantos outros lindos espetáculos da natureza.

É lamentável, mas posso lhe assegurar que nesses lugares tão
distantes, na solidão do campo, da floresta e das águas,  já escutei
um montão de palavras de desânimo.

Permita-me dizer-lhe que o desânimo: Nos impede de ser o que Deus tem
intenção de que sejamos;  esconde as belezas da vida  para nossas
vidas;  asfixia nossas ambições e nossos projetos de vida;  nos
amontoa com a multidão de pessoas perdedoras;  apaga nossa luz que
deve brilhar claramente com Jesus, porque Ele disse: vós sois a luz do
mundo (Mateus 5:14)..

O desânimo, ainda: Nos identifica com o fracasso; faz com que as
dúvidas controle nossas ações; atrofia nossas mentes para que não
sejam criativas; paraliza nossa fé; magnifica nossos problemas;
obstrui nossa influência positiva sobre outras pessoas;  nos força a
sermos pessoas introvertidas; torna nublada ou sombria nossa visão. O
desânimo destrói nossos sonhos; destrói nossos projetos de vida.

É o desânimo a ferramenta utilizada pelas forças espirituais do mal
para que muitas pessoas peguem a toalha e abandonem a luta por uma
melhor qualidade de vida. O desânimo torna a pessoa apática,
conformada. E a maioria faz côro e diz: – É assim mesmo! – Ce la vie!
- Assim é a vida! – Não a pena lutar! – A vida é assim mesmo!

Caríssimo amigo: O propósito desta mensagem é poder dizer hoje a você
que Deus quer você lute, porque Ele mesmo – Deus – o próprio Deus –
vai estar com você para que aconteça um novo tempo em sua vida: um
tempo de êxito, um tempo de paz de espírito, um tempo de saúde, um
tempo de amor, um tempo de felicidade.

Deus não quer que você desista e Ele diz hoje a você: "- Meu filho:
Não tenhas medo, porque eu te ajudo… Eu te resgatei, chamei-te pelo
teu nome; tu és meu. Quando passares pelas águas estarei contigo, e
quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo,
não te queimarás, nem a chama arderá em ti. Porque eu sou o Senhor teu
Deus, o teu Salvador. Visto que foste precioso aos meus olhos… também
foste honrado, e eu te amei. Não tenhas medo, pois, porque estou
contigo. Eu te ajudo (cf. Isaías 43:1-5)."

Assim, ainda que seja impossível viver em uma atmosfera totalmente
separada do desânimo, além da ajuda de Deus o nosso Pai que estende
para nós a Sua potente mão, existem alguns passos que podemos dar e
que são passos de nossa inteira responsabilidade a fim de que sejamos
vitoriosos, enquanto o desânimo tão de perto nos rodeia.

Primeiro passo: Pensar nas vitórias do passado.

Normalmente quando estamos desanimados nós nos esquecemos das vitórias
passadas. O desânimo produz um sentimento negativo a respeito de nós
mesmos e nós começamos a nos sentir como um fracasso e dizemos a nós
mesmos: "eu não sou bom" ou "sempre estou cometendo os mesmos erros"
ou "porque não posso fazer nada bem" ou ainda "tudo que eu faço dá
errado".

Por favor, meu amigo: pare de viver na noite obscura do negativismo.
Pense em alguma coisa do passado em que você foi vitorioso. Eu garanto
que esse exercício mental vai lançar uma luz no calabouço de seu
desânimo.

Segundo passo: Elimine todas as influências negativas de sua vida.

Talvez você tenha amigos como os amigos de um personagem da Bíblia
chamado Jó. Amigos que aos invés de ajudá-lo só vêem obstáculos e o
lado escuro da vida.

Existem pessoas que estão sempre de óculos escuros cujas lentes não
captam os ângulos luminosos da vida. Espalhafatosas, agressivas, estão
sempre se recusando a dar um sorriso, um aperto de mão, um abraço;
sentem-se injustiçados e sem oportunidades na vida. Essas pessoas
trazem agressões ao nosso espírito.

Por favor: Após ler (ou ouvir) esta mensagem, pegue uma folha de papel
e uma caneta,  escreva os nomes de seus amigos e na frente de seus
nomes escreva suas características. Algumas perguntas podem ajudá-lo
nesse processo: Seus amigos são pessoas positivas ou negativas? Eles
levantam você ou puxam você para baixo? Possuem atitudes de inveja,
ciúmes, amargura e ódio? Sobre o que eles gostam de falar quando vocês
estão juntos?

Se seus amigos estão puxando você para baixo é melhor encontrar novos
amigos ou caminhar sozinho com Deus. Comece ler bons livros que
construam sua fé. Elimine qualquer coisa de sua vida que tenha a
tendência de manter você para baixo, como esses programas
jornalísticos do rádio e da televisão que só falam de tragédias, de
crimes e de mentiras.

Não comece o seu dia com um programa jornalístico, a não ser que,
profissionalmente, isso seja necessário.

Faça uma limpeza em sua casa de tudo quanto lembra situações tristes
do passado (p.e. roupas, jóias, cartas, cópias de processos judiciais,
fotografias, objetos, E-mails etc). Digamos que seja uma espécie de
"queima de arquivo" que eu prefiro chamar de "purificação do seu
meio-ambiente".

Eu garanto que  você vai poder dizer como um outro personagem da
Bíblia chamado Jeremias. Ele disse: "Eu somente vou trazer a minha
mente o que me pode dar esperança" (Lamentações 3:21). Em outras
palavras, estava dizendo: "Eu me recuso a deixar que a minha mente
seja um baú de recordações tristes do passado".

Terceiro passo: Multiplique o seu conhecimento sobre as promessas de
Deus para a sua vida.

Você conhecerá e viverá essas promessas lendo a Bíblia Sagrada, que é
a Palavra de Deus escrita e inspirada pelo Espírito Santo, e
participando de um grupo de pessoas comprometidas com a prática da
adoração e do estudo da Palavra de Deus que poderá, inclusive, ser em
uma Igreja, para compartilhamento mútuo.

Deus projetou você para dar certo. Ele não erra.  E para cada ser
humano na face da terra o Criador planejou um existir, e nós tomamos
conhecimento desse projeto e das ferramentas disponíveis para
desenvolvê-lo em grau de excelência, precisamente, por meio da Sua
Palavra.

Quarto passo: Compartilhe com outras pessoas das bênçãos que Deus tem
para você e para outros.

Há uma orientação na Bíblia que diz: "… de graça recebestes; de graça
daí" (Mateus 10:8).

É chegado o tempo de você dar daquilo que tem recebido. Com essa
atitude, estará motivando outras pessoas a sairem do lugar comum onde
as coisas não acontecem e, pela fé, emigrarem para o lugar onde existe
criatividade, produtividade, abundância, multiplicação e restituição.

Posso garantir a você que não há nenhuma forma de melhor vencer o
desânimo do que compartilhar algo bom com outra pessoa. É uma espécie
de aquecimento, de troca, de bate-bola.

Com efeito, quando nós começamos a ajudar outras pessoas, um
sentimento de utilidade, de felicidade e de ânimo invade nossas vidas.

Quero conclamar você a fazer agora mesmo uma decisão para ser, desde
já, um animador, um ajudador, uma voz positiva em meio a tanta
confusão e pessimismo. E assim, é você quem vai "puxar o cordão" dos
animados.

Por favor, ao terminar de ler (ou ouvir) esta mensagem pegue o seu
telefone e ligue para alguém, que pode ser um amigo, um parente, um
colega de trabalho, enfim, alguém que você conheça, ou mesmo não
conheça, e diga-lhe: Oi fulano … Estou ligando só para dar um alô … só
para saber como você está… e para lhe dizer o quanto Deus ama você … e
que eu também tenho uma grande consideração… uma grande estima… uma
grande afeição por você. Talvez você possa até dizer: Amo você! Fale
ainda outras palavras positivas para essa pessoa para a qual você vai
ligar.

Pronto: Em primeiro, você vai se sentir uma pessoa positiva. Em
segundo, as pessoas vão querer estar ao seu lado porque, efetivamente,
você estará sendo um fator positivo para suas vidas. Suas palavras
serão como as de Jesus: espírito e vida (cf. João 6:63).

Que bom! Já não vamos precisar mais vender nossas casas e ir para um
campo ou para uma ilha deserta onde não se fale de desânimo. Porque é
aqui; é aqui mesmo onde nós estamos que boas coisas estarão
acontecendo; que coisas positivas e construtivas estarão acontecendo
em nossas vidas.

É na plenitude desse conhecimento que vamos concluir esta reflexão com
uma oração de louvor e gratidão a esse Deus que tudo preparou para que
tenhamos vida abundante.

Oração: "Oh Pai! Pai nosso que estás nos céus. Obrigado por Tua mão
estendida. Obrigado, Senhor, por Teu amparo. Nós nos sentimos
confortáveis e seguros. Agora, Oh Senhor nosso, ajuda-nos também a
estender nossas mãos para o próximo. Dá-nos palavras construtivas;
palavras de ânimo, palavras de saúde, de vida e de ressureição, a fim
de que possamos transmití-las com o amor, o poder e a autoridade do
Espírito Santo. Queremos ser um fator positivo onde quer que
estejamos. Assim, oramos agradecidos em o nome do Senhor Jesus Cristo.
Amém. Amém."

Por Flauzilino Araújo dos Santos

4

Doe palavras

Doe palavras

O Hospital Mário Penna em Belo Horizonte que cuida de doentes de câncer, lançou um projeto sensacional que se chama "DOE PALAVRAS".

Fácil, rápido e todos podem doar um pouquinho.

Você acessa o site Doe palavras (www.doepalavras.com.br), escreve uma mensagem de otimismo, curta (como twitter) e sua mensagem aparece no telão para os pacientes que estão fazendo o tratamento.

Pessoal, é muito linda a reação de esperança dos pacientes.

Participem, não apenas hoje, mas, todos os dias, dêem um pouquinho das suas palavras e de seus pensamentos.
37

copyright © . all rights reserved. designed by Color and Code

grid layout coding by helpblogger.com