MENU

sábado, 24 de abril de 2010

SANTIFIQUE-SE (jr)

with 1 comentários
Santificação em relação a fornicação

Versículos Bíblicos

1 Ts 4:(1-7) - Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, 4 que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra, 5 não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus; 6 ninguém iluda ou defraude nisso a seu irmão, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos. 7 Porque Deus não nos chamou para a imundícia, mas para a santificação.

Texto explicativo

Nada prejudica tanto um crente como a fornicação. De acordo com a palavra de Paulo em 1 Corintios 6, a fornicação arruína o corpo de uma pessoa. Outros pecados podem não prejudicar-nos subjetivamente, mas a fornicação prejudica nosso corpo, contamina todo o nosso ser e torna-nos inteiramente não-santos. Além disso, a fornicação é usada pelo inimigo de Deus para arruinar o homem que Deus criou para o cumprimento do seu propósito. Portanto, a fornicação (sexo fora do casamento) deve ser totalmente abandonada. Essa é razão de Paulo dizer em 1 Ts 4:3: “que vos abstenhais da fornicação”. A palavra “abster-se” é forte, e ela indica que devemos fugir da fornicação. A vontade de Deus é ter-nos totalmente separados para Ele mesmo, totalmente santificados para o cumprimento de Seu propósito. Isso requer que nos abstenhamos da fornicação. Irmãos e irmãs, abster-se não significa apenas “evitar quando puder”. Abster carrega o sentido de não praticar de modo algum (fora do casamento). Esta palavra é Deus e não apenas do homem Paulo.

No versículo 4 e 5, Paulo continua expressando a palavra de Deus: “Que cada um de vós saiba como possuir o seu próprio vaso, em santificação e honra, não na paixão de concupiscência como os gentios não conhecem a Deus”. Possuir o próprio vaso é mantê-lo, preservá-lo. Há duas escolas de interpretação aqui: uma aplica o vaso ao corpo do homem, como em 2 Corintios 4:7; a outra, aplica à sua própria esposa, como em 1Pedro 3:7 (vaso mais fraco). O contexto nesse versículo e no seguinte através das expressões “cada um de vós”, “em santificação e honra” e, especialmente “não na sua paixão de concupiscência”, não justificam a interpretação da segunda escola, mas sim a da primeira. Ou seja, diz respeito ao nosso corpo (incluindo a alma e o espírito). Quem mancha o corpo na questão de prostituição mancha a sua alma e danifica o seu próprio espírito humano (o ser humano é constituído de três partes: corpo, alma e espírito).

Manter ou preservar o vaso do homem em santificação e honra, não em paixão de concupiscência, é a proteção contra a fornicação. Ou seja, se você não quiser cair em prostituição deve-se proteger de toda aparência do mal. Se os seus sentidos ficarem expostos a situações que alimentam a concupiscência da carne, certamente você sempre se verá às voltas com este mesmo problema. É preciso tratar com os nossos hábitos e costumes. Portanto, santificação refere-se mais a uma condição santa diante de Deus; honra diz respeito a uma posição respeitável diante dos homens. Sempre que alguém se envolve em fornicação, ele é contaminado e sua santificação é anulada; além disso ele perde honra diante do homem. Uma pessoa assim será vista até pelos homens como algo secundário, desprezível. Aqueles que procuram os fornicários já os procuram com objetivos não santos, não respeitáveis. Precisamos considerar bem essa questão. Nós fomos criados para servirmos aos santos propósitos de Deus e não para servir de alimento às indulgências carnais daqueles que não conhecem a Deus. Essa palavra é especialmente para aqueles que já são crentes.
 
Pedro Augusto

1 comentários:

  1. nivia disse...

    Que palavra de benção. Somente com santidade veremos a Deus.

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!