MENU

quinta-feira, 15 de abril de 2010

O MUNDO TORNA-SE UM DESERTO (jr)

with 0 comentários
Versículos Bíblicos


1 Jo 5:19 - Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno

Jo 17:15 - Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal

Cl 3: 1b,2 - (1b) buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. (2) Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra;

Texto explicativo

Ontem falamos sobre a necessidade de sairmos rapidamente do Egito. O Egito representa o mundo no seu sentido degradado e maligno (espiritual e moral). Realmente, após a nossa salvação não há desculpas para andarmos segundo o curso do mundo. Se, após a salvação, ainda permanecemos nas terras do Egito, isso indica que não valorizamos a Graça salvadora de Deus. O Egito representa o mundo debaixo de condenação. Assim que experimentamos a redenção pelo sangue do cordeiro, devemos colocar as sandálias nos pés e os cajados nas mãos e tomarmos rumos ao deserto. Esta atitude deve ser imediata. Não há tempo para considerações.

A partir do momento em que nos tornamos cristãos, o Egito deixou de ser o nosso caminho. Agora o nosso caminho é o deserto. Porém tendo o deserto apenas passagem e não como destino. No Novo Testamento, tanto o Egito como o deserto representam o mundo. O Egito significa o mundo no sentido moral (ou espiritual), enquanto o deserto significa o mundo no seu aspecto físico. Portanto, assim como os Israelitas saíram do Egito e foram para o deserto, nós, cristãos, deixamos o mundo e entramos no deserto. Ou seja, tudo aquilo que nos alegrava no mundo tornou-se um grande deserto para nós. Antes apreciávamos o mundo e as coisas que nele havia. Mas hoje, depois de salvos, este mundo se tornou-se um lugar cheio de sequidão; um lugar deserto. Não sei qual é a exatamente a sua experiência, mas, para mim, tudo que antes me divertia hoje perdeu a sua graça. Minha alegria agora é Jesus. Ele é o meu único prazer. Tudo o mais se tornou um grande deserto.

Também nós, os salvos, embora tenhamos deixado o mundo no sentido moral (e espiritual), ainda continuamos no mundo no seu sentido físico. Do mundo físico (o deserto) não podemos escapar enquanto vivermos. O próprio Senhor Jesus, em João 17:15, orou ao Pai dizendo: “Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal”. O “mal” neste versículo denota o próprio satanás e o seu sistema maligno. Isto implica dizer que, embora estejamos no mundo não são mais do mundo e nem mais escravos do diabo. Por isso, o mundo tornou-se, para nós, em um deserto. Saímos do mundo no sentido moral e espiritual e entramos num deserto. O mundo que antes era tão atraente para nós, agora se tornou em um grande deserto. Nada mais neste mundo nos atrai. Ou seja, usamos as coisas do mundo como se não fossemos do mundo; trabalhamos, compramos e existimos, mas nosso coração está em Deus. Esse deve ser o viver do povo do reino. Isso implica em dizer que somos também peregrinos do deserto. A nossa única meta é atravessar o deserto (o mundo físico) e chegar em Canaã; a qual representa o reino milenar vindouro. Graças ao Senhor.
 
Pedro Augusto

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!