MENU

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Referência Bíblica

Salmos 1:1,3 - Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores... Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido.

Jeremias 17:7,8 - Bendito o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR. Porque ele é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e, no ano de sequidão, não se perturba, nem deixa de dar fruto.

Texto explicativo

Os textos bíblicos acima transcritos, embora escritos em época diferentes, por diferentes autores, tratam a respeito da mesma coisa. Aqui vemos a diferença entre homens (cristãos) que vivem uma vida cristã séria e aprofundada no Senhor e aqueles que não buscam a Deus ou que o buscam de maneira superficial.

O texto de Salmo 01 trata da diferença entre um crente e um ímpio, mas o texto de Jeremias 17 fala da diferença dentre os da própria fé. O prazer destes (dos filhos do Senhor) está na lei do Senhor e nela medita de dia e de noite. Aqui é-nos dito que tais pessoas são como árvores plantadas junto a correntes de águas... Se alguém confia no Senhor, ele não apenas bebe das águas vivas, como também estende suas raízes para o interior da terra úmida. Isto é, aprofunda-se no conhecimento de Cristo Jesus e de Sua palavra. Aqueles que mais confiam no Senhor são aqueles que mais buscam conhecê-Lo. Tais pessoas não apenas fazem diferença dos que são ímpios, mas também fazem diferença dentre os da própria fé. Alguém assim não se contenta em apenas vir às reuniões, mas, além disso, tem uma busca individual diária aprofundada em Cristo. Por apreciar tanto a palavra profetizada, ele quer aprofunda-se mais e mais, indo à Bíblia, orando e refletindo a respeito do que foi dito nas grandes reuniões.

Como diz o texto, quem assim estende as suas raízes também não receia quando vem o calor, não teme quando vêm os sofrimentos. Uma tradução em espanhol define ainda melhor a condição do homem que aprofunda suas raízes no Senhor: Ele, “não vê quando chega o calor”. Ou seja, tal pessoa estará tão suprida pelo Senhor que nem percebe o calor chegar. Ela não será afligida pelo sofrimento que eventualmente chega a sua tenda. As pessoas ao seu redor podem até dizer a seu respeito: ”que situação difícil! Quanto sofrimento ele está passando!” Porém ele mesmo não vê e nem sente tais pressões ao seu redor, pois o desfrute de Deus é muito maior do que qualquer sofrimento. Irmãos e irmãs, por isso não basta não sermos como os ímpios de Salmos 01. Além disso, precisamos ser cristãos que fazem diferença em nosso próprio meio. Mas, fazer diferença não significa cair em disputas insensatas de uns com os outros; ao contrário, significa ter uma vida secreta com o Senhor, cheia de desfrute, cheia de gozo e aprofundamento em sua palavra. Mediante tal viver podemos suprir vida uns aos outros. Sejamos, pois, como uma árvore plantada junto às correntes de águas e que dá o seu fruto no seu devido tempo.
 
Pedro Júnior

UMA ÁRVORE PLANTADA JUNTO ÀS CORRENTES DE ÁGUAS (jr)

Dicas para combater o stress

O estresse pode tornar uma pessoa irritada, impaciente e impossibilitada de se concentrar em tarefas. Outras pessoas perdem o sono ou descontam a ansiedade comendo alimentos nada saudáveis.

Para os que sofrem diariamente com situações de estresse, existem boas notícias: independente da falta de tempo e do número de obrigações a serem cumpridas, sempre há uma maneira de controlar o estresse.

Causas do estresse
Basicamente, o estresse surge devido ao número de exigências e obrigações, de diversos níveis, que as pessoas recebem todos os dias. Essas exigências são físicas, mentais, emocionais, e até mesmo de natureza química. A palavra “estresse” é utilizada tanto a situação estressante quanto os sintomas vivenciados sob sua influência (resposta ao estresse).

O estresse ativa o sistema nervoso simpático, estimulando a liberação de hormônios por todo o corpo da pessoa estressada. Esses hormônios dão energia a pessoa, como a reação de “luta ou fuga” (espécie de “alarme” que toca internamente em situações que o corpo se encontra em perigo).
A reação de “luta ou fuga” faz o coração bater mais rápido. A pessoa pode se sentir muito nervosa e com dificuldades para respirar. A curto prazo, a reação de “luta ou fuga” provoca modificações que permitem a pessoa lidar com situações de estresse.

Quando a situação de estresse é enfrentada (ou mesmo quando algum acontecimento estressante é apenas lembrado) as alterações hormonais deixam o corpo em estado de grande excitação, preparando a pessoa para a ação.

O estresse pode ser positivo (como a ansiedade antes de uma festa de aniversário ou recebimento de algum prêmio, por exemplo) ou negativo (discussão no trânsito ou briga com chefe, por exemplo), dependendo da situação. Se contínuos, podem levar à perda de produtividade, problemas de saúde e exaustão.
Quais são os sintomas?

Os sintomas do estresse variam bastante entre uma pessoa e outra, mas geralmente, todas as pessoas se sentem pressionadas e sobrecarregadas. Outros sintomas são:

Queixas de dores físicas (dores de estômago, de cabeça, no peito, náuseas, diarréia, sensação de dormência ou formigamento em mãos, braços e rosto).
Mudanças de comportamento em casa (choro sem motivo, raiva inexplicável, explosões temperamentais).
Problemas para adormecer, pouco sono ou sono exagerado, pesadelos.
Dificuldade de comunicação e alterações na personalidade, como por exemplo, exigir mais atenção que o usual ou se tornar uma pessoa quieta.
Impaciência, intolerância e irritabilidade.
Quem está vivenciado algumas dessas características têm chances de estar em um nível alto de estresse. Se não controlado, o estresse pode levar a sentimentos permanentes de desamparo, ou mesmo ao desenvolvimento de doenças como a depressão e ansiedade.

Muitas vezes os sintomas do estresse são confundidos com estas doenças. Uma das principais formas de diferenciar é que o estresse normalmente cede quando a situação estressante é afastada.

6 estratégias para controlar o stress
1. Identifique as fontes do estresse

Tente descobrir os desencadeantes. Você se sente ansioso antes de uma prova? Está com a agenda cheia de compromissos? Talvez você esteja além do limite, e se sente irritado e cansado. Após identificar as fontes, tente minimizá-las o máximo possível.

2. Fale e compartilhe

Explique ao seu professor que está tendo problemas com alguma matéria, por exemplo. Converse com amigos sobre como está se sentindo. Expor os sentimentos sem ser julgado é essencial para manter uma boa saúde mental e lidar melhor com estresse.

3. Reserve mais tempo para você

Antes que você chegue ao limite máximo, procure um tempo para ficar só. Um tempo para fazer o que quiser, longe das preocupações e responsabilidades do mundo. As vezes este tempo tem que ser obrigatório, ou seja, reservado para uma atividade de relaxamento ou lazer.

4. Defina limites

Não tenha medo de dizer “não” antes de assumir grande número de compromissos, especialmente se você está equilibrando seu tempo entre faculdade, trabalho e atividades extracurriculares. É importante saber definir as prioridades, para não se sobrecarregar. Dizer “não” pode, alem de ajudá-lo a controlar o estresse, dar-lhe mais controle sobre sua vida.

5. Controle a respiração

Respirar pode medir e alterar o seu estado psicológico, fazendo um momento estressante aumentar ou diminuir de intensidade. Prestando atenção em sua respiração. Inspirar profundamente e em seguida soltar o ar lentamente é uma excelente técnica para se sentir mais relaxado.

6. Exercite-se diariamente

Exercícios aumentam a liberação de endorfina, substancias produzidas naturalmente no cérebro que trazem sentimentos de tranqüilidade. Muitos estudos mostram que o exercício, juntamente com o aumento da liberação de endorfina realmente faz aumentar a confiança e auto-estima e reduzir as tensões. Além do mais, se você já andou por vários quilômetros, você sabe como é difícil pensar em seus problemas, quando a sua mente está focada em andar.

O stress pode deixar as pessoas doentes?
O problema do estresse é que ele é cumulativo. Em outras palavras, se você não tiver uma boa maneira de lidar com o estresse ou contrabalançar a reação de “luta ou fuga”, a constante exposição aos hormônios sobrecarregam o corpo.

Alterações nos níveis de hormônios produzidos pelo stress podem prejudicar a saúde. Quando os níveis de stress aumentam, acontece uma superprodução de hormônios que enfraquecem o sistema imunitário. Isto pode levar a problemas físicos e psicológicos.

Quando devo procurar ajuda?
Quando o estresse interromper a sua vida, causando problemas na hora de dormir ou fizer você se sentir ansioso e fora de controle, fale com um profissional da saúde. Ele poderá recomendar um terapeuta que poderá oferecer apoio e dar-lhe alguns conselhos práticos na forma de lidar com o estresse sem deixá-lo assumir a sua vida.

Um sinal de alerta é quanto a sensação de estresse invade situações não relacionadas a ele, como o convívio social, familiar e os momentos de lazer.

fonte: http://www.vocesabia.net

Dicas para combater o stress

Reflexão de Páscoa
Não tenhais medo, pois eu sei que buscais a Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito." (Mt 28,5-6)

"E nos ressuscitou juntamente com Ele e nos fez assentar nos céus, em Cristo Jesus." (Ef 2,6)

"Se alguém está em Cristo, é uma criatura nova. O mundo velho desapareceu. Tudo agora é novo." (2Cor. 5,17)

Há dois mil anos atrás, um homem veio ao mundo disposto a ser o maior exemplo de amor e verdade que a humanidade conheceria.

Sua proposta de vida não foi entendida por muitos e então, condenaram este homem e crucificaram-no, ignorando todos os seus propósitos de um mundo melhor.

Houve dor, angústia e escuridão. Por três dias, o sol se recusou a brilhar, a lua se negou a iluminar a Terra, até que no terceiro dia algo aconteceu...

Houve a Ressurreição!

A Páscoa existe para nos lembrar deste espetáculo inigualável chamado ressurreição!

Páscoa...

Ressurreição do sorriso... Ressurreição da alegria de viver...

Ressurreição do amor...Ressurreição da amizade...

Ressurreição da vontade de ser feliz.

Ressurreição dos sonhos, das lembranças e de uma verdade que está acima dos ovos de chocolate ou até dos coelhinhos:

Cristo morreu, mas ressuscitou e fez isso somente para nos ensinar a matar os nossos piores defeitos e ressuscitar as maiores virtudes do íntimo de nossos corações.

Que esta seja a verdade da sua Páscoa

Feliz Páscoa!!!!

Reflexao de Pascoa

Pulseiras do sexo

O uso e venda da 'pulseira do sexo' em Londrina foram proibidos pelo juiz da Vara da Infância e Juventude de Londrina, Ademir Ribeiro Richter. Ele disse que a decisão foi tomada depois da denúncia de estupro de uma adolescente de 13 anos, que estaria usando o acessório.

À primeira vista, uma colorida pulseira de plástico nos pulsos de crianças parece inocente.

Mas na realidade elas são um código para as suas experiências sexuais, onde cada cor significa um grau de intimidade, desde um abraço até ao sexo propriamente dito.
Poderia confundir-se com mais uma daquelas modas que pega, uma vez que é usado por milhares em várias escolas primárias e preparatórias no Reino Unido e custam apenas uns centavos em qualquer banca ao virar da esquina.

Mas as diferentes cores das ditas pulseiras de plástico – preto, azul, vermelho, cor-de-rosa, roxo, laranja, amarelo, verde e dourado – mostra até que ponto os jovens estão dispostos a ir, se proporcionar, desde dar um beijo até fazer sexo.

Andam uns atrás dos outros nos recreios das escolas, na tentativa de rebentar uma das pulseiras. Quem a usava terá de “oferecer” o ato físico a que corresponde à cor. É o “último grito” do comportamento promíscuo que sugere, cada vez mais, que a inocência da infância pertence a um passado distante.

As “pulseiras do sexo”, que custam apenas um euro (um pacote com várias), têm um custo maior que foge ao alcance de muitos pais.

Vamos citar alguns significado das cores do sexo:

» Amarela – é a melhor porque significa das um abraço no rapaz;
» Laranja – significa uma “dentadinha do amor”;
» Roxa – já dá direito a um beijo com língua;
» Cor-de-rosa – a menina tem de lhe mostrar os seios;
» Vermelha – tem de lhe fazer uma lap dance (dança erótica);
» Verdes – são as dos chupões no pescoço;
» Preta – significa fazer sexo com o rapaz que arrebentar a pulseira;
» Dourada – fazer todos citados acima

Existem mais cores com coisas piores, não vou citar aqui para não chocar ainda mais.
Vamos alertar nossos filhos, sobrinhos, netos, parentes e amigos, não usem as pulseiras do sexo

Pulseiras do sexo