MENU

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Caso bruno e a violencia contra mulher

with 20 comentários
Caso bruno: Violência contra a mulher não escolhe posição social.
O Caso bruno está ganhando repercussão internacional, a modelo eliza samudio ex amante do goleiro do flamengo bruno está desaparecida, e o principal suspeito de ter sido o mandante do crime é o bruno.

Eliza samudio estava tentando provar na Justiça que Bruno é pai de seu filho, de 5 meses. O caso ganhou mais repercussão ontem, após o primo do goleiro, de 17 anos, confirmar à polícia que sequestrou a garota junto com um amigo de Bruno, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e afirmou que ela está morta.

A Justiça decretou hoje a prisão temporária do Goleiro Bruno camisa 1 do time rubro-negro, que até agora não foi encontrado.
A esposa do jogador Bruno, Dayane de Souza, foi presa nesta manhã, em Belo Horizonte, e presta esclarecimentos à polícia.

este caso nos leva refletir a que ponto chegou a violência contra a mulher. a violência contra a mulher, não esta restrita a um certo meio, não escolhendo raça, idade ou condição social. A grande diferença é que entre as pessoas de maior poder financeiro, as mulheres, acabam se calando contra a violência recebida por elas, talvez por medo, vergonha ou até mesmo por dependência financeira.

Toda a mulher violentada física ou moralmente, deve ter a coragem para denunciar o agressor, pois agindo assim ela esta se protegendo contra futuras agressões, e serve como exemplo para outras mulheres, pois enquanto houver a ocultação do crime sofrido, não vamos encontrar soluções para o problema.

A população deve exigir do Governo leis severas e firmes, não adianta se iludir achando que esse é um problema sem solução. Uma vez violentada, talvez ela nunca mais volte a ser a mesma de outrora, sua vida estará margeada de medo e vergonha, sem amor próprio, deixando de ser um membro da comunidade, para viver no seu próprio mundo.

A liberdade e a justiça, são um bem que necessita de condições essenciais para que floresça, ninguém vive sozinho. A felicidade de uma pessoa esta em amar e ser amada. Devemos cultivar a vida, denunciando todos os tipos de agressões (violência) sofridas.

Comente esta postagem:

20 comentários:

  1. fernando antônio disse...

    Concordo plenamente com tudo o que li, porém não podemos esquecer que tudo começa com uma questão social, falta Deus na vida das pessoas e falta uma sociedade mais justa. Não vamos esquecer que existe também a violência como um todo, contra as crianças, contra os idosos e até contra nós mesmos homens. É UM PROBLEMA SOCIAL.

  2. luciana disse...

    Embora eu concorde que a mulher deve sempre denunciar a violencia sofrida, não acredito que a denucia traga proteção a mesma, visto que esse não é o primeiro caso de repercussão nacional que a mulher é morta depois de denunciar seu agressor. Exemplo é o caso de Maria Islanie també ocorrido em Minas Gerais em Janeiro do corrente ano. Após diversas denuncias feitas depois de sofrer agressoes de seu ex marido, foi assassinada com sete tiros em seu local de trabalho. Entendo que o Estado deveria tutelar a vida da mulher agradida não só no papel, mas de fato.

  3. Anônimo disse...

    + a maioria das mulheres tem medo de denunciar os monstros e se deixam de lado acham melhor dormir c o inimigo, saber se amar é uma virtude tnhamos mulheres....

  4. Anônimo disse...

    tem mulheres q se iludem c/ homens famosos se esquecem q vão p o buraco eles so querem aventura compromisso só c a familia, e se largar a familia, tenha certeza q deixa a aventura tbem. ass. lucia maria

  5. Sol... disse...

    Falta DEUS no coração das pessoas...

  6. Anônimo disse...

    Não é assim tão fácil ...""Toda a mulher violentada física ou moralmente, deve ter a coragem para denunciar o agressor, pois agindo assim ela esta se protegendo contra futuras agressões, e serve como exemplo para outras mulheres, pois enquanto houver a ocultação do crime sofrido, não vamos encontrar soluções para o problema"".
    Olha o que acontece na maioria das vezes...fora que existem aquelas que até hoje são perseguidas por seus ex-maridos, então penso que denunciar é bobagem visto que a polícia não leva tão a sério. Aguentar e rezar para suportar...

  7. Anônimo disse...

    Enquanto as pessoas estiverem falando o nome de DEUS em vão as situações somente irão piorar.
    DEUS também deve estar no coração da justiça em não deixar pessoas como Bruno,que só porque é famoso e tem dinheiro impunes.
    Não vemos mais noticiários de boa qualidade,somente trajédia.

  8. Anônimo disse...

    Se analisarmos de forma detalhada toda a situação, desde a infância dos envolvidos, veremos que esta história só poderia dar nisso mesmo. Ele, o Bruno, foi criado sem estrutura de família (pai e mãe). Cresceu, fez fama, é relativamente bonito (ainda que não fosse, não faltariam mulheres e amigos, por causa do dinheiro), tem dinheiro e vive em um meio onde o que vale é isto: fama, dinheiro, mulheres, beleza, orgias. Pessoas assim, gostam de ser idolatradas.
    Ela, pelo que já entendi também é filha de pais separados, o pai responde a um processo de estupro de uma menina que é sua filha, fruto de uma relação extraconjugal com a irmã de sua própria esposa (está no jornal de hoje). Sobre a mãe de Eliza fala-se pouco, apenas que quer a guarda do neto. Eliza viajou, fez filmes pornôs, vivia (ou tentava viver) neste meio que já citei (do Bruno), onde impera o dinheiro, o status, a fama e a idolatria.
    Pergunto: Onde estavam os pais desta moça, enquanto ela vagava em filmes pornôs, orgias,casa de amigos, em outros Estados, sofrendo por uma gravidez onde estava sozinha, sem ajuda financeira, sabe-se lá se era bem alimentada, se tinha condições de preparar a chegada do bebê...uma vítima.
    Na verdade quero chegar ao ponto de comentar sobre a importância de se ter uma estrutura, um porto seguro. Porque desde que começaram estas denúncias da Eliza, no ano passado, ela sempre dizia estar só e contando com a ajuda de "amigas" e nunca da família. Porque acho que os pais, mesmo que separados, tem obrigação de, ao menos, saber por onde e com quem andam os seus filhos, ainda que estes sejam maiores de idade ou rebeldes e loucos pelo mundo afora.
    O fim é trágico, como todos estão vendo: a carreira destruída dele, a vida perdida dela e um inocente menino de apenas 4 meses sem mãe, sem pai, sob a guarda de um avô que responde a processo por estuprar a própria filha e uma avó que nada diz e que quer sua guarda. E a família de Bruno, que nem mesmo aparece. Gente, há um pequeno inocente envolvido. Como será que esta criança receberá, quando tiver entendimento, estas notícias todas? Penso que faltou algo que jamais poderia faltar nestas vidas: a presença de Deus. Faltou o ensinamento do que é certo e do que é errado, faltou amor, preocupação dos pais, o 'estou por perto, caso necessário". Acho que a vida dela já era perdida mesmo, pois em nenhum momento vi esta menina mencionar que tinha família. Infelizmente, achando que talvez pudesse resolver seus problemas, sejam financeiros ou emocionais, ela caiu em uma grande cilada, pois encontrou em seu caminho um homem mau-carater, inclinado para a prática da violência. Talvez pelo desespero que sua situação causava, sem dinheiro, com um bebê para criar,humilhada, achou que um homem que declara que "sair na mão com uma mulher é normal" fosse ser benigno com ela e com seu filho, já rejeitado por ele antes mesmo de nascer. Pobre Eliza. Quantas como ela devem estar por aí...que a justiça seja feita, pois nós, cidadãos comuns, sem fama, sem dinheiro, sem status, precisamos acreditar que algo de bom, no meio desta nojeira toda, possa existir.

  9. Anônimo disse...

    Fica dificil de comentar porque as pessoas ve aquilo que ouvem quem realmente sabe o que estava acontecento entre os dois.as mulheres tem que se valorizar mais focar no trabalho estudo,ser digna.nao ficar correndo atras de pensoes milhionarias.

  10. Anônimo disse...

    A BIBLIA DIZ EM MARCOS CAP.4-VS 22 PORQUE NADA HÁ ENCOBERTO QUE NÃO HAJA DE SER MANIFESTO; E NADA SE FAZ PARA FICAR OCULTO, MAS PARA SER DESCOBERTO.DEUS VÊ TODOS OS NOSSOS ATOS AQUI NA TERRA.
    PESSOAS SE ESCONDEM ATRAS DO DINHEIRO ACHANDO QUE ELE COMPRA TUDO. TÁ AÍ A PROVA.TODOS NÓS COMPARECEREMOS DIANTE DAQUELE A QUEM TEMOS DE PRESTAR CONTAS - DEUS.

  11. Anônimo disse...

    ISSO MOSTRA EXATAMENTE O MOMENTO DIFICIL DE VIDA QUE ESTAMOS PASSANDO, NINGUEM QUER ENXERGAR QUE A ESSENCIA DO MUNDO É O AMOR E AMOR É SINONIMO DE DEUS!!!........

  12. amanhã será um novo dia disse...

    seja qual for o interesse dessa moça ñ da o direito desse cara tirar a vida dela.Por mais que ele ñ tenha feito nada a pessoa dela .Foi ele o mandante ,pois os outros ñ matariam uma pessoa do nada. esta bem claro que foi ele e e ele merece cadeia

  13. lilica disse...

    O que está faltando nas pessoas é Deus e sem ele não existe amor, compaixão. Cada vez mais as pessoas se preocupam somente consigo mesmo, ser gentil, ter paciência, prestar um favor enfim ajudar ao próximo está cada vez mais difícil. O q aconteceu com essa moça mostra q a crueldade está tomando conta do mundo, são crianças, idosos, homens, mulheres, onde vamos parar, num mundo onde o respeito e amor estão se perdendo no meio do caminho. Neste caso da Elisa peço a Deus q conforte a sua família, pq imaginar perder alguém q amamos com todos esses requintes de crueldade é doloroso demais.
    O mundo será melhor no dia em q pararmos de discutir religiões e acreditarmos apenas em Deus qué sinônimo de AMOR.
    "E fosse Elisa o q fosse nada justifica o q este monstro fez ou mandou fazer, nada justifica é revoltante."

  14. Anônimo disse...

    Preocupa-me a situação em que o mundo está...
    Sou separada por duas vezes e tenho duas filhas (uma do primeiro e outra do segundo). Claro que não sou exemplo, e espero que minhas filhas não passem por isso, mas tenho um ótimo relacionamento com os pais delas e, por mais críticas que receba das pessoas dizendo que isso é um absurdo, que nunca viu ex se darem tão bem, insinuarem que ainda mantenho caso com os dois (?!) sempre tive em mente e repasso para minhas filhas que não foi possível manter o relacionamento conjugal, morarmos juntos, mas que somos pessoas maduras, conscientes de nossas obrigações como pais e que nossas diferenças não podem influenciar negativamente na criação de nossas filhas. Procuro sempre mantê-los próximos, cobro visitas, telefonemas deles para elas(homem é um tanto quanto desligado, mesmo, é preciso cutucar sempre...), comento sobre notas escolares, amigos, vida afetiva delas...
    Quando separei do primeiro tive sorte de conseguir uma pessoa legal, sem vícios, bastante prestativa e que me ajudou muito na criação de minha filha (tanto que ela mesma diz que tem mais afinidade, consegue conversar mais com o ex-padrasto que com o próprio pai).
    Graças a Deus constantemente recebo elogios pela educação das minhas filhas, são ótimas alunas, crianças felizes, saudáveis e espero que tenham muito sucesso na vida, respeitando valores como amor ao próximo, respeito, limites, educação... e acima de tudo Deus no coração, para ter sabedoria e fugir dessas armadilhas do mundo moderno como fama, dinheiro, orgias...

  15. Anônimo disse...

    Não podemos nos esquecer de um detalhe fundamental, existem mulheres que ficam com um homem famoso, de ótima posição financeira para se aproveitar. Não sou Deus para julgar ninguém, já existiram outros casos semelhantes a esse. O que é inaceitável é a violência em geral, não só contra as mulheres, mas contras as crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. Infelizmente a mídia só mostra alguns dias, logo depois já pára de exibir informações que muitos gostariam de acompanhar para ver até onde vai a justiça humana.O que está faltando no coração daqueles e daquelas que praticam crimes ou outras atitudes contra a vida é Deus e uma justiça mais rápida, mais honesta, mais digna, mais imparcial. Quando temos Deus em nossa vida nunca Ele deixa o cristão ou a cristã pensar negativamente. Peçamos a Deus mais fé, esperança, amor, paz e uma justiça mais trasnparente.

  16. Anônimo disse...

    Concordo... finalmente tem pessoas que não em estrutura para ter poder financeiro, do qual para quem vem de uma vida miseravel e conquista seus objetivos e jogar fora assim de maneira macabra, falta de cerebro...

  17. Anônimo disse...

    Bom isto é caso que nos trás pavor e desespero porque não sabemos até que ponto estamos protegido contra um mal carater desta igualia o mais triste é ver que a justiça em nosso país deixa muito a desejar, acham os bandidos e não acham o corpo desta moça sem defesa, como se explica tal coisa não consigo entender como isto é possivel, ele devem ter a forma de fazer com que eles convessem se fosse um pobre miseravel sem fama, ele já não tinha descubrido.Vejo isto como um descaso muito grande para conosco brasileiro, relmante tem faltado Deus na sociedade na vida das familias falta amor de pais,e da sociedade precisamos de ação dos governandes com mais veemençia.

  18. Valdecy Alves disse...

    Olá!

    Leia artigo isento de sensacionalismo. Uma análise objetiva sobre o caso Bruno. Caso goste, divulgue e comente. Acessar em:

    www.valdecyalves.blogspot.com

  19. Anônimo disse...

    O caso Bruno, está sendo muito divulgado pela mídia, devido ser ele um jogador de um grande clube brasileiro.
    Mulheres e mulheres são violentadas todos os dias,mas não há repercusão, pois é quase que normal os chamados "homens", no Brasil usarem a violência contra suas companheiras.
    As leis deveriam ser mais severas e rápidas e não lentas.

  20. Anônimo disse...

    O caso Bruno é mais um em tantos que acontece em nosso País, um País que se tratando de justiça deixa muito a desejar.Quantas e quantas mulheres são violentadas a cada hora a cada dia? e nada se faz... muitas não denunciam por saber que não terá apoio nem protecção e no final elas retornam ao seu lar e são violentadas mais uma vez por denunciarem seus companheiros.INFELIZMENTE É BRASIL

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!