MENU

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Não seja avarento

with 0 comentários
Não seja avarento

Certa vez, um rico perdeu uma bolsa com quatrocentas moedas de ouro. Então, anunciou nos jornais da cidade que daria uma boa gratificação a quem achasse a bolsa.

Dias depois, apareceu um pobre, muito honesto, conhecido na cidade, trazendo-lhe a bolsa com as quatrocentas moedas. O rico contou as moedas: Quatrocentas, certinho; mas, como era muito avarento, procurou um jeito de não dar a gratificação. Então, olhou para aquele homem humilde e bom e lhe disse:

- Faltam cem moedas, seu malandro. Tu não mereces gratificação nenhuma.

O pobre homem honesto e necessitando de dinheiro, foi expor o fato ao juiz. O juiz chamou o rico e perguntou-lhe:

- Quantas moedas havia na bolsa que perdeste?

- Quinhentas , respondeu-lhe o rico.

- E quantas há na bolsa que este homem trouxe?

- Quatrocentas, respondeu o rico.

Aí o juiz disse ao rico:

- Então essa bolsa não é a tua. Devolve-a a este homem e vai-te embora. Quando aparecer o verdadeiro dono, ele a entregará.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!