MENU

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Conselhos

with 0 comentários
Ouça mais, fale menos e não guarde pra ti os ensinamentos, pois ouvindo se aprende, mas somente ensinando não serão esquecidos.

Não tenhas ouvido de mercador quando alguém te pedires alguma coisa

É fazendo o bem que se limpa a alma

Dar não é perder, é ganhar um bem

Jamais ofenda o outro, pois ofendê-lo é ferir a ti mesmo

Aprenda a perdoar e não tirar proveito do erro do próximo

Vigia-te para não cometeres o mesmo erro que condenas no outro

Nunca provoques uma guerra, pois não terás controle sobre ela

Viva intensamente!

O amanhã está muito longe e você poderá não estar mais aqui quando ele chegar

Trabalhe! Não descanse antes da hora.

Seja honrado para não precisar baixar a cabeça

Olhe nos olhos, não importa de quem.

Cumprimente a todos com um bom dia, pois se para você isso não significa muita coisa, para alguns poderá ser a única coisa boa daquele dia

Mande flores e escreva poesias para quem você ama

Não deixe esse milagre passar em branco, pois não é sempre que se ama, infelizmente.

Brinque! Você jamais deixará de ser criança

Tenha amigos e os valorizem, esses são os únicos presentes que valerá a pena ganhar na vida.

Jamais tente convencer alguém da sua falta de fé, pelo contrario, busque-a onde for preciso, pois não serás feliz se não acreditares.

Sejas vaidoso, não por você, mas por quem você ama e exercite-se, visto que sua saúde é também importante para eles.

Nunca desistas de um sonho, pois ele só será impossível quando você não mais acreditar.

Ninguém passa despercebido, por isso sejas o exemplo e não o indesejável.

Sorria, não vale a pena chorar por qualquer coisa.

Mas chore quando sentires vontade, não te proíbas de demonstrar emoções.

Estude, atualize-se e não se permita tornar-se obsoleto.

Envelheça sem medo, mas mantenha a sua alma sempre jovem e nunca deixe de acreditar em você.

Viva e jamais se arrependa disso.
Anderson Reis, paulista, pós graduado com especializaçao em Gerenciamento de Pessoas e autor do livro "Clareira, quando a amizade é essencial

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!