MENU

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

RISCOS

with 2 comentários
Rir
é correr o risco de parecer tolo.
Chorar
é correr o risco de parecer sentimental.
Estender a mão
é correr o risco de se envolver.
Expor seus sentimentos
é correr o risco de mostrar seu verdadeiro eu.
Defender seus sonhos e idéias diante da multidão
é correr o risco de perder as pessoas.
Amar
é correr o risco de não ser compreendido.
Viver
é correr o risco de morrer.
Confiar
é correr o risco de se decepcionar.
Tentar
é correr o risco de fracassar.
Mas devemos correr os riscos, porque o maior
perigo é não arriscar nada.
Há pessoas que não correm nenhum risco, não faz nada, não têm nada e não são nada.
Elas podem até evitar sofrimentos e desilusões, mas não conseguem nada,
não sentem nada, não mudam,
não crescem, não amam, não vivem.
Acorrentadas por suas atitudes, elas viram
escravas, privam-se de sua liberdade.
Somente a pessoa que corre riscos é livre!

Luziane!!!

2 comentários:

  1. .•“♥“•.¸ Helena Soares.•“♥“•.¸ disse...

    Felicidade é como a vida, curta e inesperada.
    Felicidade é como a brisa, suave e desejada.
    Felicidade é chorar, sorrir, ao ver um amigo acenar.
    É sentir-se satisfeito, agir, quando mais um chegar.
    Felicidade é sorrir com pouco sofrer;
    é fazer desse pouco, todo o motivo para viver

  2. MEUSIMPLESSENTIMENTOS disse...

    "A felicidade é um bem que se multiplica ao ser dividido. Então vamos dividir este sorriso!!! AMEI SEU BLOG!!! PARABÉNS!!! ANA.

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!