VENÇA PELO PERDÃO

VENÇA PELO PERDÃO
O PERDOAR QUASE IMPOSSÍVEL DE ACONTECER.

A marca fundamental do cristianismo é o perdão. Por quê? Onde se quebra o ego, o eu entronizado, e vai superando toda vontade humana. O cristianismo não se conhece pelas grandes obras faraônicas que realizam muitos excelentes, nem pela bondade pródiga, pelo falar bem, pela amizade, nada disso.

O cristianismo existe e continuará existindo nos corações dos cristãos desde que eles o permitam e vivam isso. O fundador é Jesus Cristo. Ele mostrou e praticou o exemplo. Quando ELE estava na Cruz do Calvário, ELE disse: “Pai perdoa-lhes porque não sabem o que faz”. Ele estava perdoando todos os seus inimigos e amando os seus queridos.

Começa-se com um fundamento o perdão, só haverá amor, quando houver perdão sincero. Muitas pessoas deixam de perdoar, portanto, deixam de praticar o Ágape de Deus. Não resolveria proclamar o amor sem o perdão.

Jesus, outrora, advertiu os seus discípulos, acerca da oferta. Quando Ele disse que quando você estiver no santuário, no momento do ofertório, oferecendo a sua oferta, Ele enfatizou; vai primeiro reconcilia-te com o teu irmão ou irmã. Peça perdão, e depois entrega a sua oferta ao Senhor. Porque ele observa não atitude, mas o coração. Entretanto, o coração acompanha uma atitude genuína.

O Senhor abomina a falsidade, ele conhece o coração de cada um de nós. Quando você entrega a sua oferta no santuário (Não importa aqui a sua Igreja), porém guarda uma mágoa, ressentimento, primeiro dever (seu ou meu) é reconciliar com o seu próximo (a). Se não houver reconciliação, não adianta doar ao Senhor a sua oferta.

Atualmente uma grande autoridade eclesiástica disse uma palavra a respeito de uma outra religião. E foi a gota d’água para o grupo ficar irado. Porém, o caso pode ser resolvido pacificamente, basta a autoridade cristã mostrar o exemplo do Senhor Jesus, publicamente pedir perdão. Se a ofensa foi em público que se peça perdão em público. A tendência humana é não deixar quebrar o ego e endurecê-lo.

Jesus perdoou em público, embora, Ele não tenha pecado contra eles, pelo contrário, serviu, curou, libertou, proclamou o ano aceitável, mesmo assim o crucificaram.

O que custa aos cristãos de hoje perdoarem? Quebrar o orgulho, o egoísmo que impede a aproximação. O que eles nos consideram como “inimigos”, porém, nós os consideramos como amigos. Amigos são aqueles perdoa as ofensas dos amigos e dos inimigos.
Os muçulmanos pedem apenas uma retração pública. Acontece muitas vezes uma interpretação equivocada. Mas, porém, todavia, repito três estas conjunções para dizer que as palavras podem ser remediadas. O que se pede é a retratação.

Enfim, caros amigos, precisamos retornar à gênese do verdadeiro cristianismo. Como diz Francisco de Assis “É perdoando que se é perdoado”
élcio cunha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

copyright © . all rights reserved. designed by Color and Code

grid layout coding by helpblogger.com