MENU

terça-feira, 16 de março de 2010

"Toda semente de ódio, deixada a esmo pelo caminho, sempre se transforma em plantação de infelicidade, proporcionando colheita de amarguras."

A Escolha é Sua

Você já ouviu alguma vez falar de livre-arbítrio?
Livre-arbítrio quer dizer livre escolha, livre opção.
Em todas as situações da vida, sempre temos duas ou mais possibilidades para escolher.
E a cada momento a vida nos exige decisão. Sempre temos que optar entre uma ou outra atitude.
Desde que abrimos os olhos, pela manhã, estamos optando entre uma atitude ou outra. Ao ouvir o despertador, podemos escolher entre abrir a boca para lamentar por não ser nosso dia de folga ou para agradecer a Deus por mais um dia de oportunidades, no corpo físico.

Ao encontrarmos o nosso familiar que acaba de se levantar, podemos resmungarqualquer coisa, ficar calado, ou desejar, do fundo da alma, um bom dia.Quando chegamos ao local de trabalho, podemos optar entre ficar de bem com todos ou buscar o isolamento, ou, ainda, contaminar o ambiente com mau humor.
Conta um médico, que trata de pacientes com câncer, que as atitudes das pessoas variam muito, mesmo em situações parecidas.

Diz ele que duas de suas pacientes, quase da mesma idade, tiveram que extirpar um seio por causa da doença. Uma delas ficou feliz por continuar viva e poder brincar com os netos, a outra optou por lamentar pelo seio que havia perdido, embora também tivesse os netos para se distrair. Quando alguém o ofende, você pode escolher por revidar, calar-se ou oferecer o tratamento oposto. A decisão sempre é sua. O que vale ressaltar é que todas as ações terão uma reação correspondente, como conseqüência. E essa ação é de nossa total responsabilidade.

E isso deve ser ensinado aos filhos desde cedo. Caso a criança escolha agredir seu colega e leve alguns arranhões, deverá saber que isso é resultado da sua ação e, por conseguinte, de sua inteira responsabilidade.
Tudo na vida está sujeito à lei de causa e efeito: para uma ação positiva, um efeito positivo; para uma ação infeliz, o resultado correspondente. Se você chega ao trabalho bem humorado, alegre, radiante, e encontra seu colega de mau humor, você pode decidir entre sintonizar na faixa dele ou fazer com que ele sintonize na sua. Você tem ainda outra possibilidade de escolha: ficar na sua.

Todavia, da sua escolha dependerá o resto do dia. E os resultados lhe pertencem.
Jesus ensinou que a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória. Pois bem, nós estamos semeando e colhendo o tempo todo. Se semeamos sementes de flores, colhemos flores; se plantamos espinheiros, colheremos espinhos. Não há outra saída. Mas o que importa mesmo é saber que a opção é nossa. Somos livres para escolher, antes de semear. Aí é que está a justiça divina. Mesmo as semeaduras que demoram bastante tempo para germinar, um dia terão seus frutos. São aqueles atos praticados no anonimato, na surdina, que aparentemente ficam impunes. Um dia eles aparecerão e reclamarão colheita.

Igualmente, os atos de renúncia, de tolerância, de benevolência, que tantas vezes parecem não dar resultados, um dia florescerão e darão bons frutos e perfume agradável. É só deixar nas mãos do jardineiro divino, a quem chamamos de Criador.

Pense nisso!

A hora seguinte será o reflexo da hora atual.
O dia de amanhã trará os resultados do dia de hoje.
É assim que vamos construindo a nossa felicidade ou a nossa desdita, de acordo com a nossa livre escolha, com nosso livre-arbítrio.

Pedro Júnior
(12-Evangelista)

A ESCOLHA É SUA

Cinco dicas pra você detectar uma falsa amizade
Como testar um amigo de verdade? Será que existe amizade inabalável?Faça o teste.

Como testar um amigo de verdade? Será que existe amizade inabalável? O assunto é sempre delicado, já que uma das piores sensações da vida é a de se decepcionar com alguém em quem confiamos plenamente.

Mas infelizmente todo mundo deve passar pelo menos uma vez por algo desse tipo.

O Boys and Girls ouviu o psicólogo Alexandre Bez, especialista em relacionamentos, e separou algumas dicas que podem te ajudar a detectar uma amizade falsa antes que o "pior" aconteça - embora ninguém deva ficar neurótico com estes conselhos e desconfiar de qualquer um que se aproximar... Certo? Apenas reflita:

-x- 1 - Seus amigos abusam daquilo que você oferece? O falso amigo pode estar em qualquer lugar e se aproximar de determinada pessoa por ela possuir algo que lhe traga vantagens, como um objeto de valor, dinheiro para financiar saídas em grupo, boa aparência ou até mesmo a alguém com quem você se relaciona. O que não significa que você não deva ser generoso: essa é uma virtude das mais nobres e que certamente lhe trará a admiração (e não necessariamente a exploração) de muita gente. Só que é sempre bom abrir o olho, claro! -x-

2 - Existe um sentimento de inveja entre vocês? Segundo o psicólogo, a inveja é o que norteia uma falsa amizade. Se você possui algo que desperta grande desejo em alguém próximo, existe o risco de essa pessoa - por mais amiga que pareça - um dia se volte contra você. Não que um sentimento forte de amizade não possa superar essas diferenças, mas nesses casos vale a pena ficar de olho nas atitudes e nos rastros deixados pelos outros. -x-

3 - Ele(a) é uma boa influência? A amizade é algo tão importante para o crescimento do ser humano que ela chega a ser responsável pelo crescimento ou regressão de uma personalidade. Ao lado de pessoas que querem nosso bem, acontece naturalmente um crescimento mútuo entre ambos, um tende a ajudar o outro. O que não ocorre em falsas amizades, como entre usuários de entorpecentes. Apenas 1% dos dependentes de drogas iniciam o uso por vontade própria, nos outros casos são convencidos por falsos amigos a experimentar. E isso também vale para tantas outras "aventuras" em que às vezes pessoas próximas nos envolvem: se você acha que algo é errado, não faça. É clichê, mas é verdade: um verdadeiro grupo de amigos aceitará você do jeito que você realmente é. -x-

4 - Existe alguma atração física entre vocês? Outro ponto que gera bastante discussão é a possível amizade entre homem e mulher. Segundo o médico, a amizade entre o sexo oposto existe e é extremamente saudável, desde que ambas as partes não tenham intenções sexuais. Claro que não há nada de errado entre amigos que ficam sem compromisso e depois voltam a ser amigos normalmente. Porém, para algumas pessoas, isso pode abalar uma amizade para sempre. Então é importante separar atração física e amor das outras formas de carinho quando se quer apenas ser amigo de alguém. -x-

5 - Ele(a) é leal em todos os momentos? Observe seu amigo quando ele compartilha com você momentos de vitória e conquista. Geralmente o olhar misterioso e discreto vem acompanhado de um sorriso de quem não gostou. "Um amigo falso sente-se na obrigação de cumprimentá-lo e fará com um rápido aperto de mão" diz o psicólogo. -x-

Outra dúvida muito comum é saber se o colega de trabalho é realmente seu amigo e quando ele deixa de ser colega para ser amigo. A partir do momento que são compartilhados intimidades e segredos, o coleguismo é substituído pelo laço de amizade. Se você possui dúvidas diante de um colega de trabalho, o psicólogo ensina a fazer pequenos testes para verificar se ele é confiável ou não. Para testar seu colega, experimente contar um segredo a ele. Se o assunto não se espalhar pelo escritório nos próximos dias, já é um sinal de que ele pode ser seu amigo verdadeiro. Para não cair no golpe de falso amigo, Alexandre Bez dá dicas de como identificar ações que podem apontar se uma amizade é verdadeira ou não:

* O corpo fala - verifique se "o amigo" se aproximou de você depois que comprou algo, como um carro, por exemplo.

* Ligações demasiadas também indicam interesse momentâneo em algo

* O tom de pele de um amigo invejoso tende a ser mais para a cor amarelada, pois conforme estudos realizados, a pessoa invejosa não controla sua produção de bile. Mas essa dica não vale para pessoas de origem oriental

Desilusões acontecem, mas claro que, fazendo por merecer, a vida nos trará muitas amizades verdadeiras.

Após ler esses conselhos você tem duas opções: revoltar-se com todos a sua volta ou valorizar ainda mais os bons amigos que tem.

Última dica: fique com a segunda opção.

Fonte: virgulando

Como detectar uma falsa amizade