MENU

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Fazer o que é certo

with 0 comentários

Fazer o que é certo  


Um homem tinha dois filhos, e, dirigindo-se ao primeiro, disse: Filho vai trabalhar hoje na minha vinha. Ele, porém, respondendo, disse: Não quero. Mas depois, arrependendo-se, foi. E, dirigindo-se ao segundo, falou-lhe de igual modo; e, respondendo ele, disse: Eu vou, senhor; e não foi.Qual dos dois fez a vontade do pai? ( Mateus 21.28-31) 

      Esta parábola bíblica nos faz refletir sobre o se fazer o que é certo mesmo que isso signifique contrariar a nossa vontade. Obediência é sinal de sabedoria, de respeito com aqueles que estão acima de nós em autoridade, seja ela entre pais filhos, entre pastores e ovelhas, entre lideres e liderados.

      Na parábola os dois filhos recebem uma mesma ordem do pai, um resmunga e diz que não fará, mas o obedece, enquanto o outro finge diante do pai obediência e não o faz. Qual fez a vontade do pai?

      Aquele que mesmo contrariando a sua vontade cumpriu a ordem dada, mesmo sem vontade de executá-la a cumpriu por obediência e respeito a autoridade do pai.

     Agir certo, nem sempre é fazer o que se tem vontade, muitas vezes agir com sabedoria em muitas situações da vida requer grandes sacrifícios e muitas privações. É muitas vezes negar-se em prol do outro.

     Agir certo em situações difíceis e conflituosas nem sempre é fácil, ou melhor, quase nunca. Na parábola acima se fala de obediência, mas e quando a situação é outra? Muitas vezes as ações de nossos inimigos nos despertam a ira, o ódio. Há muita sabedoria no livro de Tiago quando a autor diz que "o homem que não peca ao falar é realmente homem perfeito, capaz de refrear todo o corpo". (Tiago 3.2). Conseguir controlar não só a fala, mas as atitudes diante de ataques injustos que recebemos ao logo da vida nos trazem livramento de muitas coisas, nos livra do pecado.

     Quando Jesus nos ensina a oferecer a outra face aos inimigos,podemos interpretar de varias formas, uma delas é de realmente dar a outra face a agressão, ou mostrar a outra face para o agressor, ao invés demonstrar vingança, dar-lhe o perdão. Mostrar a face contraria do ódio, que é o amor, a outra face da injustiça que é a justiça, da maldade, que é o bem. Isto é agir da forma certa, mesmo que isso contrarie nosso intimo, revidar com ódio, só traz mais forças ao inimigo que é feito de ódio e maldade, é o combustível para a sua ação.

     Oferecer a outra face é agir com indiferença ao ódio do inimigo, é  fazer a diferença com amor, com paz.

       É agir com amor diante de seu inimigo quando você o perdoa em seu coração, porque ele não sabe o que faz, esta foi a atitude de Jesus, quando disse:Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. (Lucas 23.34)

      Se somos cristãos, isso exige de nós atitudes cristãs, Cristo não veio somente se revelar como Deus e salvador da humanidade, Ele veio também deixar um exemplo de vida,de atitudes, de resposta as adversidades.

      Ir a igreja não faz se você um cristão, o que faz de você  um cristão são suas atitudes espelhadas no exemplo de nosso Salvador. É renuncia, é sacrifício, entrega, é realmente  ofertar a outra face ao ódio, a injustiça, a guerra, a opressão!

      Você  é realmente um cristão?

Liny rodrigues

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!