MENU

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

A corda da racionalidade

with 0 comentários
A corda da racionalidade 

     Um grande alpinista que visava superar seus limites decidiu escalar o Monte Aconcágua, o mais alto da Américas e de todo hemisfério Sul,o mais alto fora da Ásia com cerca de seis mil novecentos e sessenta e dois metros de altitude. Infelizmente não concluiu seu objetivo, foi encontrado morto a dois metros do chão. De acordo com o grupo de resgate ele tinha feito sua escalada durante a noite o que não lhe permitiu ver a que distância se encontrava do chão quando o terrível acidente lhe aconteceu.

     Muitas histórias motivacionais usam esta historia real para ilustrar a nossa dificuldade de crer em Deus. Vários podem ter sido  os  diálogos que ele  estabeleceu com Deus em seu momento de desespero. Com toda certeza no momento de sua queda, buscou a Deus, seja o seu Deus mulçumano, cristão, budista.Naquele momento mesmo que não cresse em algo divino, creio que o usaria como apelativo.

     Creio que ele ouviu em seu coração corte a corda! No seu desespero e em sua falta de fé, agarra se ainda mais a corda, e morre congelado devido às baixas temperaturas daquele local. A racionalidade o contaminou cortar a corda significava a ele cair até a morte, sendo que se  a tivesse cortado, ouvido a voz que soou em seu coração estaria se deliciando com o milagre da vida.

     Muitas vezes somos nós que estamos caindo monte abaixo, às vezes por culpa de nossas escolhas, ou talvez porque Deus queira nos ensinar algo. E afirmo confiar em Deus a ponto de cortar a corda, poucos o fariam. Na triste historia do alpinista conta-se que quando ele ouve a voz lhe orientando para cortar a corda ele se agarra a ela com mais força, como se fosse a sua única esperança de sobrevivência. Nós seres humanos como este alpinista pensamos que temos o controle de nossas vidas e nos agarramos ainda mais nas cordas que nos seguram e nos separam de Deus. Para o alpinista a sua única esperança foi a sua maior desgraça.

     Na verdade o quero dizer aqui, é que somos limitados em nosso entendimento, Deus conhece todas as coisas, mas na nossa vã ignorância insistimos em trilhar os caminhos que julgamos mais coerentes, nos esquecemos que Deus sabe de todas as coisas. Porque é tão difícil cortar a corda que nos prende a racionalidade, a lógica das coisas? Estas coisas são tão pequenas diante da infinita sabedoria de Deus.

     O maior desejo de Deus é nos fazer o bem, é nos estabelecer de todo o seu coração, toda a sua alma, e nos mostrar coisas grandes e maravilhosas que ainda não sabemos. (Jeremias 32.41 e 33.3)

     Nossa atitude seria tão simples, apenas cortar a corda! Apenas cortar! Mas presos a racionalidade que nos prediz a queda, não cortamos e nos privamos das maravilhas que Deus tem guardadas para nós, tão grandes que não podemos imaginar. (Efésios 3.20).

     O não cortar a corda nos priva do milagre da vida. Se deleite na presença de Deus, confie, entregue-se, se esqueça em Deus,  porque no tempo certo os milagres chegam.E  tempo certo é o tempo de Deus, não o seu. 
 
Liny rodrigues
 
 

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!