terça-feira, 31 de julho de 2012

De vez em quando

"DE VEZ EM QUANDO FICO TRISTE DO NADA, COM MOTIVO OU SEM MOTIVO. DE VEZ EM QUANDO FICO FELIZ DO NADA, COM RASÃO OU SEM RASÃO. É ASSIM, AS VEZES DÁ VONTADE DE SAIR PULANDO, DISTRIBUINDO BEIJINHOS, DANDO ABRAÇOS, E, EM OUTRAS, DA VONTADE DE MANDAR TODO MUNDO PARA LONGE, MUITO LONGE."
(De Clarissa Corrêa)