MENU

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Metáfora A Lagosta

with 2 comentários

metáfora: A Lagosta

A lagosta cresce formando e largando uma série de cascas duras, protectoras. Cada vez que ela se expande, de dentro para fora, a casca confinante tem de ser mudada. A lagosta fica exposta e vulnerável até que, com o tempo, um novo revestimento vem substituir o antigo.
A cada passagem de um estágio de crescimento humano para outro, também temos de mudar a nossa estrutura de protecção. Ficamos expostos e vulneráveis, mas também efervescentes e capazes de nos estendermos de modo antes ignorado. Essas mudanças de pele podem durar vários anos. entretanto, se sairmos, de cada uma dessas passagens, entramos num período mais prolongado e mais estável, no qual podemos esperar relativa tranquilidade e uma sensação de reconquista de equilíbrio.

2 comentários:

  1. mateus disse...

    Nós seres humanos temos que nos adaptar e aceitar as mudanças que ocorrem durante neste pequeno espaço de tempo que passaremos pela terra.

  2. Paula disse...

    Assim como as lagostas, também passamos por momentos de transformação que, na maioria das vezes, nos deixam sensíveis. Porém, devemos saber que esses momentos passam, que uma nova pessoa renascerá e que sempre sairemos dessas fases mais fortes e com os pés mais firmes no chão.

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!