ENVELHECER, de Olavo Bilac

ENVELHECER

Olha estas velhas árvores, mais belas

do que as árvores novas, mais amigas:

tanto mais belas quanto mais antigas,

vencedoras da idade e das procelas...

 

O homem, a fera, e o inseto, à sombra delas

vivem, livres de fomes e fadigas:

e em seus galhos abrigam-se as cantigas

e os amores das aves tagarelas.

 

Não choremos, amigo, a mocidade!

Envelheçamos rindo! envelheçamos

como as árvores fortes envelhecem:

 

na glória da alegria e da bondade,

agasalhando os pássaros nos ramos,

dando sombra e consolo aos que padecem!

 

Olavo Bilac



===
  Homem nenhum obteve da natureza o direito de mandar nos outros. (Denis Diderot)
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

copyright © . all rights reserved. designed by Color and Code

grid layout coding by helpblogger.com