MENU

quarta-feira, 5 de março de 2008

Liberdade

with 0 comentários
“Foi para a liberdade que Cristo nos libertou” assim diz a palavra de Deus. Fomos feitos, constituídos, escolhidos por Deus. Somos o melhor de Deus!

Por que nos prender, então, a objetos, imagens, rituais, superstições, magias, encantos, ídolos, ao próprio dinheiro e a tantas outras coisas que nos escravizam e nos impedem de enxergar a verdade, se Deus nos fez livres em todos os sentidos?

Até mesmo para nos prendermos a Deus somos livres. Deus nos deu o direito de escolha, o livre-arbítrio. Ele já está do nosso lado e quer se unir a nós, mas a iniciativa precisa ser nossa. O Espírito Santo é educado, Ele não entra em nós se não o convidarmos, se não chamarmos por Ele. Se não reconhecemos que precisamos da Sua Presença em nossa vida, Ele não se manifestará em nós.

Porém, é mais fácil perceber esta verdade quando se chega ao fundo do poço, quando a pessoa pensa que não há mais solução para a sua vida, para os seus problemas, e, só então, se lembra de buscar a presença de Deus, como o último dos meios para conseguir se livrar dos sofrimentos, da dor (quando este deveria ser o primeiro e o único caminho em tudo que acontece conosco).

Quando percebemos que somos os donos do nosso destino, que nós é quem fazemos as nossas escolhas, mas pedindo sempre a orientação do Espírito Santo, nos tornamos verdadeiramente livres de tudo o que nos escraviza. Isto, sim, é ser livre!

Portanto, antes de fazermos qualquer aliança com o homem, é preciso fazermos uma aliança real e verdadeira com Deus.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!