ASTROS ESPIRITUAIS

Astros Espirituais

            A cultura atual está repleta de astros. Grandes jogadores de futebol criam tanta empolgação que alguns fãs ficaram conhecidos pelo tumulto nas arquibancadas. Músicos populares têm fãs que os assistem com veneração durante todo o show. As celebridades de Holywood contratam guarda-costas para protegê-los de fanáticos que os perseguem com adoração.
            No primeiro século, os cristãos de Corinto estavam divididos com relação a seus próprios "astros espirituais". Paulo via este favoritismo como um reflexo da natureza pecaminosa do coração duro de um cristão. E perguntou: "Quando, pois, alguém diz: Eu sou de Paulo, e outro: Eu, de Apolo, não é evidente que andais segundo os homens?" (1 Coríntios 3:4).
            O ensino do apóstolo sobre como enxergamos os líderes cristãos coloca o assunto em uma perspectiva bíblica que produz estima mútua àqueles que a ministram: "Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus" (1 Coríntios 3:46). Cada um deles fez sua parte: Paulo plantou a semente espiritual através do evangelismo e Apolo a regou com seu eloquente ensino bíblico. Mas foi Deus quem fez a semente da vida espiritual crescer. Somente Ele é o "astro".
            Sejamos cuidadosos para não colocar líderes cristãos em pedestais. Antes, consideremos o modo como Deus usa uma variedade de líderes para Sua honra e glória.

FONTE: H. Dennis Fischer

1

copyright © . all rights reserved. designed by Color and Code

grid layout coding by helpblogger.com