MENU

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Um Coração que sabe Escutar.

A depressão econômica nos anos 1930 fez com que os empregos nos Estados Unidos ficassem muito escassos.
Um dia, quando certa empresa divulgou sua necessidade de preencher uma única vaga, centenas de pessoas se
candidataram para preenchê-la.

Depois de uma longa manhã em que dezenas de empregados em potencial foram entrevistados, ouviu-se pelo
alto-falante um ruído estranho com uma seqüência de batidinhas.

Imediatamente, um homem se colocou em pé com um salto e entrou gritando e correndo pela porta da gerência.
Alguns instantes depois, o gerente saiu da sua sala e anunciou que a vaga acabara de ser preenchida.
As pessoas que ainda estavam esperando do lado de fora começaram a murmurar; afinal, nem tiveram a oportunidade
de uma entrevista.

O gerente acalmou a multidão e perguntou:

"Quantos aqui ouviram o ruído das batidinhas no alto-falante?"

Todos afirmaram que tinham ouvido.

O gerente então explicou que estava procurando alguém que entendesse o Código Morse e, por isso, transmitiu em
Morse a seguinte mensagem pelo sistema de som:

"Se você é capaz de ouvir esta mensagem e entendê-la, fique de pé, grite e corra para a porta da gerência
- o emprego é seu!"

Ao proclamar o Reino de Deus, Jesus clamava vez após vez:

"Aquele que tem ouvidos para ouvir, escute!" ( Mc 4, 9 ).

Uma das faculdades espirituais mais preciosas e essenciais que um discípulo do reino precisa cultivar é um coração
que escuta.

Esse tipo de coração preparado é capaz de discernir entre sabedoria natural e compreensão espiritual, o que lhe dá
a habilidade de subir "com asas como águias" ( Is 40, 31 ), transcendendo a mente natural e aprendendo a "discernir"
as coisas espiritualmente ( 1 Co 2, 14-15 ).

O Pai dá ao coração que ouve a capacidade de compreender os seus caminhos, valores e linguagem celestiais.

Um Coração que sabe Escutar.